comentários 4

Romance de Formação – 1

1. Já proferi, com valor de verdade, as seguintes sentenças: Aprendi Inglês com Bob Dylan (1995); Aprendi Inglês por causa de Bob Dylan (2006); I’ve started to learn English with Bob Dylan, trying to translate his lyrics (1989).

Dylan Rotolo Blues

2. No meio de uma conversa, com propósito de azaração, por volta de 1991, proferi a seguinte frase: Não, que nada, nunca gostei de Sex Pistols não, sempre achei chato pra caralho. Bom é Clash, punk é The Clash, London Calling, ali sim. Azaração foi mal-sucedida.

Joe Strummer era meu pai

3. “Comprei” esse disco como parte de meu “salário” enquanto trabalhava na Kaya, por volta de 1988.

Shake dog shake

Anúncios

  1. Rodrigo Rosa

    [i]”Mr. Narrator, this is Bob Dylan to me. My story could be his songs, i´m his soldier child.”
    E claro: “Bob Dylan wrote propaganda songs!”[/i]

    Além de compartilhar o amor pelo Dylan (até o momento em que ele merece ser amado), cito o Minutemen duas vezes pq o Double Nickels On The Dime está para o meu Bildungsroman como o London Calling está para o seu.

    E claro: Chairs Missing (Wire) > o sol, o mar, as montanhas e, claro, o Cure também.

  2. Pingback: Notas, Primeiro de Maio « ensaio

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s